A história de um piloto e o audacioso pouso de um Airbus A320 no rio Hudson, em plena Nova York - um ato heroico que salvou mais de uma centena de vidas.

Em 15 de janeiro de 2009, o mundo testemunhou um pouso de emergência notável quando o comandante Chesley Sullenberger, um piloto com mais de vinte mil horas de voo, habilidosamente deslizou o avião da US Airways sobre o rio Hudson, em Manhattan, salvando todas as 155 vidas a bordo. Poucos minutos depois de decolar do aeroporto La Guardia, o voo 1549 ganhava altitude quando a fuselagem estremeceu. Ao colidir com um bando de pássaros, o avião perdeu ambos os motores. O sangue-frio do piloto não apenas evitou uma enorme tragédia, mas o transformou em herói.

O incidente, que na época ficou conhecido como "O milagre do rio Hudson", inspirou o comandante Sullenberger a contar a própria história: uma trajetória de dedicação, esperança e prontidão, que revela as importantes lições aprendidas por ele na infância, durante o serviço militar e depois, trabalhando como piloto da aviação civil.

Best-seller do The New York Times, a obra foi adaptada para os cinemas com direção e produção de Clint Eastwood e Tom Hanks no papel de Sully.

O filme Sully, com estreia prevista para 1o de dezembro, é protagonizado por Tom Hanks e conta ainda com Aaron Eckhart, como o copiloto da aeronave da US Airways, e Laura Linney, no papel de Lorraine, esposa do comandante.

"Uma história que deve ser lida por todos que acreditam que ainda existem pessoas com coragem, dignidade e competência extraordinárias." - The Washington Post